Pode escolher seu idioma preferido

European Languages:


English: https://yomelyah.com/436580028/437925974       Italian: https://yomelyah.com/439476890/438081962

Albanian: https://yomelyah.com/440191378/440020777     Kazakh: https://yomeliah.com/449464098/441402652

Armenian: https://yomelyah.com/439561041/440029878    Latvian: https://yomeliah.com/441302172/441390188

Belarusian: https://yomeliah.com/441294734/441383676    Lithuanian: https://yomeliah.com/441296126/441386428

Bulgarian: https://yomelyah.com/439691728/440018355    Macedonian: https://yomeliah.com/441424531/441424460

Catalan: https://yomeliah.com/441436636/441439480        Mongolian: https://yomeliah.com/441253951/441281058

Croatian: https://yomelyah.com/439539830/440026961      Norwegian: https://yomelyah.com/439793953/439998856

Danish: https://yomelyah.com/439564187/440007787        Polish: https://yomelyah.com/440191063/439988505

Dutch: https://yomelyah.com/439759970/439991239          Portuguese: https://yomelias.com/436549844/437936171

Estonian: https://yomeliah.com/441313908/441391969       Romanian: https://yomelyah.com/440190780/439989204

Finnish: https://yomelyah.com/440191183/439999716        Russian: https://yomelyah.com/440190481/437976516

French: https://yomelijah.com/436562889/437923407         Serbian: https://yomeliah.com/441408305/441408204

Georgian: https://yomeliah.com/441342665/441397659      Slovak: https://yomeliah.com/441426464/441429508

German: https://yomelyah.com/440190684/438163354       Slovenian: https://yomeliah.com/441431633/441435444

Greek: https://yomelyah.com/440190937/440012302          Spanish: https://yomeliah.com/436505187/437933257

Hungarian: https://yomelyah.com/440191270/440017586    Swedish: https://yomelyah.com/439720492/439992260

Icelandic: https://yomeliah.com/441286734/441370013       Czech: https://yomelyah.com/440191483/440027599

                                                                                                           Ukrainian: https://yomeliah.com/441289925/441376119

Indian Languages: https://yomelyah.com/440191900/438582505                 

O Cálculo Simplificado da Data da Grande Tribulação

O dia de Jeová deve ocorrer no 10 de Tisri (calendário bíblico baseado na lua nova astronômica e hora de Jerusalém (UTC + 2) (Hora Universal)), Sexta-feira, 22 de setembro (após o pôr do sol em Jerusalém (horário UTC+2) (Hora Universal)) /Sábado, 23 de setembro de 2023, até o pôr do sol em Jerusalém.

O ano de 2023, o sábado para Jeová

Este ano é o que precede o ano do jubileu que corresponderá ao início da ressurreição

(Ano 2024/25 (outono))

O ano de 2023 atende aos três critérios bíblicos correspondentes ao dia de Jeová, que será a Grande Tribulação ou o fim deste sistema de coisas:

1 - De acordo com Apocalipse 11:19 a grande tribulação acontecerá em 10 Etanim (Tisri). Os capítulos 38 e 39 de Ezequiel contam o relato profético da grande tribulação. Obviamente, por si só aquela informação não nos dá o ano (ANEXO 1).

"Mas as nações ficaram iradas, e veio tua própria ira, e veio o tempo determinado para os mortos serem julgados e para recompensar os teus escravos, os profetas, bem como os santos e os que temem o teu nome, tanto os pequenos como os grandes, e para arruinar os que arruínam a terra.” Então o santuário do templo de Deus no céu foi aberto, e viu-se a Arca do seu pacto no santuário do seu templo. E houve relâmpagos, vozes, trovões, um terremoto e forte granizo" (Apocalipse 11:18 ,19). Este texto mostra a visão repentina da Arca do Pacto precedendo a Grande Tribulação. No entanto, como na visão de Ezequiel 9:3, a Arca do Pacto, era somente visível o 10 de Tisri, o Dia da dramática celebração do Dia da Expiação.

2- Em Ezequiel 39:12-14, o ano que corresponderá à grande tribulação, será lunissolar, ou seja, haverá a adição de um 13º mês intercalar (veadar) (ANEXO 2).

O livro de Ezequiel menciona que o ano em que a Grande Tribulação ocorrerá será Lunissolar, com 13 meses, de acordo com o calendário judaico. Nos capítulos 38 e 39 de Ezequiel, temos o relato profético dos eventos antes, durante e depois da Grande Tribulação. Ele menciona um período de sete meses de limpar a Terra após a Grande Tribulação: "A casa de Israel levará sete meses para enterrá-los, de modo a purificar a terra" (Ezequiel 39:12-14 ). Como essas informações simples nos fazem entender que esse seria um ano de 13 meses?

De acordo com Apocalipse 11:19, a grande tribulação terá lugar o 10 de Tisri (Etanim). Os capítulos de Ezequiel 38 e 39 contam o relato profético da Grande Tribulação. Então, depois de sete meses mencionados em Ezequiel 39: 12-14, está escrito que o profeta teve uma visão do templo que representa o domínio do Reino de Deus na terra, cerca de 10 Nisã: "No vigésimo quinto ano do nosso exílio, no começo do ano, no dia dez do mês, no décimo quarto ano depois da queda da cidade, nesse mesmo dia a mão de Jeová esteve sobre mim, e ele me levou à cidade" (Ezequiel 40:1).

A simples verificação cruzada das informações do período de 7 meses com o fato que normalmente de 10 Tisri a 10 de Nisã há 6 meses, mostra que neste ano haverá o mês intercalar Veadar. Nós permite entender que o ano em que a Grande Tribulação ocorrerá será um ano lunissolar de 13 meses. O ano 2023/2024 será lunissolar, ou seja, haverá a adição do mês Adar II (ou Veadar).

3 – De acordo com Zacarias 14:8b, o 10 de Etanim (Tisri) correspondente ao ano da grande tribulação, deve corresponder exatamente à passagem do verão para o equinócio de outono (ou seja, 21/22 de setembro) (ou inverno conforme para a Bíblia) (ANEXO 3).

O 10 de Etanim (Tisri), correspondente ao ano da grande tribulação, deve corresponder exatamente à passagem do verão para o equinócio de outono (ou seja, 22/23 de setembro, 2023) (o inverno de acordo com a Bíblia) (ANEXO 3).

Com base em três sólidas informações bíblicas, pode-se dizer que o ano de 2023, mais especificamente o 10 de Etanim (Tisri) 2023 (sexta feira/sábado 22/23 de setembro de 2023), será a data da grande tribulação.

Para obter o ano que corresponde ao sétimo sábado de Jeová e o ano adicional correspondente ao jubileu, é necessário iniciar do ano da criação de Adão, obtido pelo cálculo cronológico bíblico (veja os detalhes nas diferentes tabelas de cálculos cronológicos bíblicos). A data é no outono, o primeiro mês Etanim (Tisri) do ano 4026 AEC (Antes da Era Comum). Ao fazer esse cálculo, temos de levar três fatores principais em consideração:

1 – A designação numérica dos anos é ordinal, ou seja, começa no primeiro dia. Por exemplo, no dia da criação de Adão, começou o ano 1 (ano primeiro) da existência do homem, sendo um número ordinal.

2 – O número de anos completos é um número cardinal. Assim, no início do ano 2 da existência do homem (número ordinal), Adão tinha 1 ano de existência (número cardinal).

3 – Não existe o ano zero (0), na transição de antes de nossa era comum (AEC), até depois de nossa era comum (EC). Assim, do ano 1 AEC, há o ano 1 EC (Era comum), sem contar o ano zero (0).

Quando começou o ano 6000 da existência humana? Do outono de 4026 antes de nossa era, até o outono do ano 1 (Era Comum) (o ano zero não existente), há 4026 anos completos (ANEXO 1 bis). Para chegar a 6.000 anos completos, é preciso somar 1.974 anos, chegamos no outono de 1975, sendo o fim dos 6.000 anos de existência do homem. No entanto, a designação numérica dos anos é ordinal, o que significa que o ano 6000 começou com o início de sua contagem, no outono do ano de 1974. Do outono de 1974 até o outono de 1975, foi um ano de jubileu (múltiplo de 50 (120x50=6000)).

Adicionando 49 anos ((6+1)x7), chegamos ao outono de 2023, que corresponde ao início do ano 6049, o sábado para Jeová, o sábado para a terra, até o outono de 2024 (Levítico 25:3-5).

Adicionando 1 ano (((6+1)x7) + 1 = 50), chegamos ao ano jubilar 6050, do outono de 2024, até o outono de 2025 (Levítico 25:8-12).

O início da ressurreição, deve acontecer,

10 de Tisri, 2024 (9/10 de outubro de 2024)

(De acordo com a lua nova astronômica)

É muito interessante notar que o apóstolo Paulo associa o início da ressurreição (no contexto celestial) com o soar da trombeta: "Escutem, vou lhes contar um segredo sagrado: Nem todos adormeceremos na morte, mas todos seremos transformados, num momento, num piscar de olhos, durante o toque da última trombeta. Pois a trombeta soará, e os mortos serão levantados imperecíveis, e nós seremos transformados" (1 Coríntios 15:51,52). "Porque o próprio Senhor descerá do céu com uma chamada de comando, com voz de arcanjo e com a trombeta de Deus, e os mortos em união com Cristo se levantarão primeiro" (1 Tessalonicenses 4:16). No entanto, este soar excepcional da trombeta deve estar relacionado ao 10 de Etanim (Tisri) do ano do jubileu que celebra a libertação da escravidão da morte (Romanos 5:12).

Portanto, o soar das trombetas está intimamente associado ao início da ressurreição. Aqui está o que está escrito em Números 10:10: "Também nas suas ocasiões alegres — nas suas festividades e no começo dos meses — vocês devem tocar as trombetas diante das suas ofertas queimadas e dos seus sacrifícios de participação em comum; elas servirão de recordação perante seu Deus em favor de vocês. Eu sou Jeová, seu Deus". Jeová Deus, nestes mandamentos, associa a alegria, ao som das trombetas do início do mês, com as ofertas queimadas que simbolizam o resgate (a que pertence a Jeová) pela ressurreição. Há também a expressão memorial, que parece indicar que as tábuas dos sacrifícios mensais, as várias festividades como Pentecostes, das Barracas e dos Sábados, das semanas e do início do mês, parecem descrever festividades jubilosas que celebrarão a alegria da ressurreição.

No entanto, os toques excepcionais das trombetas nos anos foram também os do dia 10, do sétimo mês do ano do Jubileu, o que parece indicar a data precisa do início desta grande ressurreição terrena: "Então vocês farão soar alto a buzina no sétimo mês, no dia dez do mês; no Dia da Expiação, vocês devem fazer com que o som da buzina seja ouvido em toda a sua terra. Santifiquem o quinquagésimo ano e proclamem liberdade em sua terra, a todos os habitantes" (Levítico 25:9,10).

O ano do jubileu de 10 Etanim (Tisri) é simbólico da libertação da humanidade da escravidão do pecado resultante em morte (Levítico 25:10). Aquela libertação não tem melhor símbolo do que a ressurreição que libertará bilhões de humanos durante o reinado de 1000 anos: ““Morte, onde está a sua vitória? Morte, onde está o seu aguilhão?”  O aguilhão que produz a morte é o pecado, e a força do pecado é a Lei.  Mas graças sejam dadas a Deus, pois ele nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo!” (1 Coríntios 15:55-57). O aguilhão era uma vara com ponta pontiaguda que o lavrador usava para guiar o animal ao arar. Por 6.000 anos de história, o pecado e a morte mantiveram a humanidade em cativeiro. Portanto, é lógico pensar que o 10 de Etanim (Tisri), 2024, será o primeiro Jubileu do reinado milenar, que dará início a ressurreição: "Não fiquem admirados com isso, pois vem a hora em que todos os que estão nos túmulos memoriais ouvirão a voz dele  e sairão: os que fizeram coisas boas, para uma ressurreição de vida; e os que praticaram coisas ruins, para uma ressurreição de julgamento" (João 5:28,29).

Aquele jubileu que se realizará verá o retorno dos mortos à vida e as reuniões familiares com gritos de alegria. Além disso, Levítico 25 especifica que haverá um "retorno" em sua propriedade, o que significa que o ressuscitado terá doravante uma propriedade ou uma porção terrestre que lhe pertencerá permanentemente: "Quanto a você, continue até o fim. Você descansará, mas no fim dos dias se levantará para receber a sua porção" (Daniel 12:13). Este "porção" é dupla, é a vida eterna, e uma propriedade terrestre que o dono da terra lhe terá concedido: "Porque a terra é minha" - diz Jeová (Levítico 25:23).

Portanto, os diferentes elementos bíblicos mostram que a Grande Tribulação deve ocorrer no 10 de tisri (Etanim) de 2023, ou seja, sexta-feira, 22 de setembro após o pôr do sol, até sábado, 23 de setembro de 2023, até o pôr do sol (horário de Jerusalém), sendo um ano sabático (7 vezes sete sábados) (esta data é um sábado duplo). No entanto, o 10 de Tisri (Etanim) de 2024 (10 de outubro de 2024 (conforme a lua nova astronômica)), será o início oficial do ano do Jubileu planetário que inaugurará (2024/25 (outono)), a libertação humana da morte, por meio da ressurreição: O apóstolo Paulo mostrou que a ressurreição é um "livramento eterno": "Ele entrou no lugar santo, não com o sangue de bodes e de novilhos, mas com o seu próprio sangue, de uma vez para sempre, e obteve para nós um livramento eterno" (Hebreus 9:12). Aquela libertação eterna o início da ressurreição no 10 de Tisri (Etanim) de 2024 (9/10 de outubro de 2024 (conforme a lua nova astronômica)), o início do ano do jubileu planetário...

O QUE FAZER?

“A pessoa prudente vê o perigo e se esconde,

Mas os inexperientes vão em frente e sofrem as consequências”

(Provérbios 27:12)

À medida que a Grande Tribulação se aproxima, "o perigo",

o que fazer para nos preparar, "se esconder"?

O que fazer antes, durante e depois da Grande Tribulação? Esta primeira parte será baseada na preparação espiritual ANTES da Grande Tribulação. Enquanto o slide show será baseado na preparação espiritual, durante e depois da Grande Tribulação. 

Preparação Espiritual ANTES DA GRANDE TRIBULAÇÃO

“E todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo”

(Joel 2:32)

Como Jesus Cristo salientou, o mandamento mais importante é o amor a Deus: "Ele lhe disse: “‘Ame a Jeová, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de toda a sua mente.’ Esse é o maior e primeiro mandamento "(Mateus 22: 37,38).

Amar a Deus é reconhecer que Ele tem um Nome: Jeová (YHWH) (Mateus 6: 9 "santificado seja o teu nome").

Esse amor por Deus passa por um bom relacionamento com Ele, por meio da oração. Jesus Cristo deu conselhos específicos para orar a Deus corretamente em Mateus 6:

"Também, quando orarem, não ajam como os hipócritas, pois eles gostam de orar em pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas principais, para serem vistos pelos homens. Digo a vocês a verdade: Eles já têm plenamente a sua recompensa. Mas, quando você orar, entre no seu aposento reservado e, depois de fechar a porta, ore a seu Pai, que está em secreto. Então o seu Pai, que observa em secreto, o recompensará. Quando orar, não diga as mesmas coisas vez após vez, como fazem as pessoas das nações, pois imaginam que serão ouvidas por usarem muitas palavras. Não sejam como elas, porque o seu Pai sabe do que vocês necessitam, antes mesmo de lhe pedirem.

“Portanto, orem do seguinte modo: “‘Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, como no céu, assim também na terra. 11 Dá-nos hoje o nosso pão para este dia; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos os nossos devedores. E não nos leves à tentação, mas livra-nos do Maligno.’

“Pois, se vocês perdoarem aos homens as falhas deles, o seu Pai celestial também perdoará vocês; ao passo que, se não perdoarem aos homens as falhas deles, o seu Pai também não perdoará as falhas de vocês" (Mateus 6: 5-15).

Jeová Deus pede que nosso relacionamento com Ele seja EXCLUSIVO, isto é, Ele não quer que oremos outro "deus": "Não; mas digo que o que as nações sacrificam, elas sacrificam a demônios, e não a Deus. E eu não quero que vocês se tornem participantes de nada com os demônios. Vocês não podem beber o cálice de Jeová e o cálice de demônios; não podem participar da “mesa de Jeová” e da mesa de demônios. Ou ‘estamos provocando Jeová ao ciúme’? Será que somos mais fortes do que ele?” (1 Coríntios 10: 20-22).

O segundo mandamento importante, de acordo com Jesus Cristo, é que amemos nosso próximo: " O segundo, semelhante a esse, é: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo.’ Desses dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas" (Mateus 22: 39,40) e "Por meio disto todos saberão que vocês são meus discípulos: se tiverem amor entre si" (João 13:35). Se amarmos a Deus, temos de amar ao próximo: "Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor" (1 João 4: 8) (O sagrado da vida).

Se amarmos a Deus, procuraremos agradá-lo por ter uma boa conduta: "Ele o informou, ó homem, sobre o que é bom. E o que Jeová pede de você? Apenas que pratique a justiça, ame a lealdade E ande modestamente com o seu Deus!" (Miquéias 6:8).

Se amamos a Deus, evitaremos qualquer conduta que Ele desaprova: "Ou será que vocês não sabem que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não se enganem. Os que praticam imoralidade sexual, os idólatras, os adúlteros, os homens que se submetem a atos homossexuais, os homens que praticam o homossexualismo, os ladrões, os gananciosos, os beberrões, os injuriadores e os extorsores não herdarão o Reino de Deus" (1 Coríntios 6: 9 , 10).

Amar a Deus é reconhecer que Ele tem um Filho, Jesus Cristo. Devemos amá-lo e ter fé em seu sacrifício, que permite o perdão dos nossos pecados. Jesus Cristo é o único caminho para a vida eterna: "Jesus lhe respondeu: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" e  "Isto significa vida eterna: que conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e àquele que tu enviaste, Jesus Cristo" (João 14:6; 17:3).

Amar a Deus é reconhecer que Ele nos fala (indiretamente) através de Sua Palavra, a Bíblia. Temos de lê-la todos os dias para conhecer melhor a Deus e seu Filho Jesus Cristo. A Bíblia é o nosso guia que Deus nos deu: "Tua palavra é lâmpada para o meu pé, E luz para o meu caminho" (Salmo 119: 105). A Bíblia on-line está disponível no site e algumas referências bíblicas para melhor aproveitar o seu conselho (Mateus capítulos 5-7: O Sermão da Montanha, o livro de Salmos, Provérbios, os quatro evangelhos, Mateus, Marcos, Lucas e João e muitas outras passagens bíblicas (2 Timóteo 3: 16,17)).

Agora você pode começar, se desejar, a ver a apresentação de slides (clicando na primeira foto), para descobrir o que Jeová Deus requer de nós, DURANTE E DEPOIS da Grande Tribulação. Se você tiver alguma dúvida ou quiser obter informações adicionais, não hesite em entrar em contato com o site ou a conta do Twitter do site. Que Deus abençoe os corações puros através do Seu Filho. Amém (João 13:10).

O QUE FAZER?

A atitude e o comportamento exigidos por Jeová, antes e durante a grande tribulação

Se faz favor, clique na primeira imagem para acessar a apresentação de slides

O Cálculo Simplificado da Data da Grande Tribulação

Latest comments

08.10 | 08:39

‘Há mais felicidade em dar do que em receber.’ (Atos 20:35)...

07.10 | 20:10

merci

19.07 | 09:49

ಹಲೋ: ಗಾದನ ಬಗ್ಗೆ ಮೋಶೆ ಹೀಗಂದ: “ಗಾದನ ಗಡಿಗಳನ್ನ ವಿಸ್ತರಿಸೋನು ಆಶೀರ್ವಾದ ಪಡೀತಾನೆ. ಅವನು ಸಿಂಹದ ತರ ಹೊಂಚು ಹಾಕಿದ್ದಾನೆ, ತನ್ನ ಬೇಟೆಯ ತೋಳನ್ನ ಸೀಳೋಕೆ, ತಲೆ ಛಿದ್ರ ಮಾಡೋಕೆ ಕಾಯ್ತಾ ಇದ್ದಾನೆ" (ಧರ್ಮೋಪದೇಶಕಾಂಡ 33:20)

19.07 | 08:52

ಮೋಶೆ ಗಾದ್ ಕುಲದವರನು ಯಾವುದಕ್ಕ ಹೋಲಿಸಿದಾರೆ

Share this page